• Autor JOÃO GABRIEL PIÑEIRO MARINHO
  • Ano 2017/2
  • Resumo

    O Projeto tem como proposta é acrescentar novos usos ao Espaço Cultural Sergio Porto com o objetivo de torna-lo mais rentável, sem tirar a essência de ser um local de novas ideias e compartilhamento de conhecimento. O coworking se encaixa perfeitamente nesse perfil, ocupando o terreno adjacente onde atualmente existe um posto de gasolina. A implantação do novo edifício anexo proporciona um espaço público para apresentações além de um ambiente de convivência para os usuários do coworking. Além disso, o local terá um bicicletário com vestiário para uso público e um coffee shop. A procura por espaços de trabalho coletivo tem aumentado significativamente. Isso vem gerando a criação de alguns ambientes desse tipo nas proximidades, principalmente em Botafogo. Custo-benefício, melhor infraestrutura e o potencial de aumentar o Networking influenciam bastante novos empreendedores a procurar esse tipo de espaço. Assim como Espaço Cultural Sergio Porto, o Ambiente de Coworking é um espaço que oferece estrutura para que surjam novas ideias e trocas de experiência. Criado em 1986, o espaço cultural Sergio Porto se consagrou principalmente como um local em que novos artistas de todas as áreas apresentam seus primeiros trabalhos, enquanto artistas conhecidos experimentam ideias. Os usos se diversificam entre Música, dança, artes plásticas, teatro e seminários. Em 2007 um incêndio fez com que o espaço ficasse fechado por 2 anos para reforma.


Universidade Federal do Rio de Janeiro - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - Midiateca FAU/UFRJ 2018 ® | Todas as imagens protegidas por direitos autorais.